Blog Vitrine Mulher
Blog 02/02/2012Categoria(s):   Comportamento e reflexões  

A Chave

Esta postagem nasce depois de assistir o filme Extremely Loud & Incredibly Close, cuja tradução em português é Tão Forte e Tão Perto, com Tom Hanks, Sandra Bullock, John Goodman. De antemão digo, imperdível. Fora a temática que vocês terão oportunidade de ver, seguirão ainda as criticas a serem lidas sobre este filme.

Mas como sempre o olhar amplificado além da reflexão que um filme com bom roteiro nos trás e aqui não irei adiantar, o que está em volta e o que nos toca servindo como análise das nossas vidas. Sendo assim gira em minha mente as palavras: chave, caminhos, escolhas, coincidência, estar perto, possibilidades, pessoas, cura, trajetória.

Talvez as palavras abaixo não lhe façam sentido, mas ao assistir este filme na mesma hora você fará o link e a associação virá com certeza. Assim tomando a liberdade de usar o meu contexto a partir desta fita, desenho abaixo o que me trouxe como mensagem.

Todos nós trilhamos um caminho feito através de escolhas e nela vamos construindo nosso caminhar, juntando nossas experiências. Neste caminho levantamos nossas paredes, portas e telhado. Fechamos nossa casa, vamos convidando e conhecendo pessoas, abrindo algumas perspectivas. Abrimos ou fechamos e para isso usamos uma chave, um código de acesso, sem cópias. Mas como é uma chave mestra, tudo abre.

Às vezes a esquecemos em algum ponto. Mas precisando dela começamos a percorrer todos os lugares, espaços para termos acessos a nossa história, a nossa casa.

Nesse percorrer em busca da nossa chave, que podemos considerar como resgate e/ou cura, teremos com certeza várias pessoas cruzando nosso caminho. Estas pessoas farão parte desta busca? Ë sua escolha que elas participem desta história? Caso sim, quem lhe dará de volta as informações esperadas, registradas como num papel de carbono que deixou a marca do que um dia foi desenhado? Você então visualizará as escolhas e seus resultados, o que te fere ou que te faz sorrir, irá relembrar de todos que fizeram parte de sua vida nas fotografias fragmentadas e as coincidências que sinalizaram: “Segue adiante ou então desista.” Quantos passos deverão ser dados para no final ter na sua mão a chave que lhe levará a CURA, seja no âmbito físico, emocional, físico, de relacionamentos ou em qualquer outra esfera que seja possível?

E seguindo então a decisão e o contraponto da loucura de se abrir sem medo de olhar para trás e dizer a si mesmo: De cada decisão tomada um passo adiante foi dado e seguindo irei, cruzando com outras pessoas, resgatando a quem me importa e sem soltar mais esta chave, me libero no balanço infantil para ter o sorriso de novo estampado em meu semblante e coração.

Que a chave que trás sua a alegria conduza ao caminho do parque onde está o balanço da sua infância e ao reencontrá-lo você estampe com o sorriso da criança que existe em você, doce, aberta e feliz.

Luciana Corrêa by Vitrine Mulher

Postado por Luciana Corrêa      5 pessoas comentaram essa postagem

5 comentários

Comente essa postagem!

Todos os campos são obrigatórios
Postagens Anteriores


Factos - Promoção, Marketing e Eventos Ltda - C.N.P.J. : 02.924.796/0001-02
Rua Ernesto de Paula Santos, 1368 Salas 603/604, Boa Viagem , Recife-PE CEP: 51.021-330
Vitrine Mulher - © Copyright e Produção: Luciana Corrêa Ι Todos os direitos reservados

Ser Digital