Blog Vitrine Mulher
Blog 27/08/2012Categoria(s):   Comportamento e reflexões  

O nosso comportamento no contato social e virtual

Por ser um tema vasto e complexo acredito que a postagem anterior nos leva a tantas reflexões que ainda estou a maturar e refletir sobre a temática.

Ao nos depararmos nas atividades rotineiras excetuando os contatos com os grupos da nossa rotina como colegas de trabalho, temos no dia-a-dia deslocamento seja de carro, ônibus, trem ou metrô, ida aos restaurantes em sua grande maioria de peso, compras em supermercado, farmácia, médicos, academia, levar as crianças ao colégio e tantos outros afazeres cotidianos. Você já parou para analisar como nos comportamos nestes trajetos e contatos? Na grande maioria nem olhamos os demais seres desconhecidos que transitam e de deslocam próximos pois estamos sempre correndo, com uma insegurança ímpar, com o medo do contato com o outro pois pode ser alguem de má fé. Na academia, passeando pelo calcadão ou no parque para relaxar colocamos nosso fone de ouvido numa atitude “vou relaxar e não quero ser incomodado”. Estamos evitando cada vez mais contatos com nossos pares. Isolamento é o que percebo na nossa sociedade. No trânsito caótico centenas de seres humanos dentro das suas caixas de rodas, com expressões rigidas, tristes e cansadas.

Ao final da noite voltamos as nossas casas, ávidos por um banho, um bom prato de comida e ....para acessar a internet para falarmos com os “amigos”. Se moramos com outras pessoas, damos um rápido boa noite, porque os contatos da nossa rede social nos aguardam e avidamente vamos ao encontro virtual acessando concomitantemente várias pessoas. E neste momento a mesma pessoa que estava carrancuda no carro ou no banco do transporte público passa a ser a sociável, falante ou melhor, teclante e de uma disponibilidade impar. Porém basta alguem bater na porta para dizer”: Estou ocupada, pode me chamar outra hora ?

E nos restaurantes e bares nos finais de semana? Ja observou que em algumas mesas vemos familias sentadas cada um com seu Ipad ou no celular conversando com outras pessoas e nunca com que está a mesa? Então para que sairam de casa?

Extremamente antagônico, ambíguo e de dificil entendimento o caminho que nossa sociedade está trilhando. Esta mudança de comportamento nos choca, agride, pelo menos aqueles que entraram na faixa dos 40 anos ou que está acima dela e que está forçadamente fazendo parte da transição de comportamento e relacionamento da sociedade. Tudo está diferente do que aprendemos. Perdidos, vamos tateando no escuro, tentando enxergar qual melhor caminho para não estar fora do contexto, mas ao mesmo tempo sem saber em que contexto estamos inseridos.

Olhar para o passado para termos uma referência total pode ser uma perca de tempo pois este é outro. Sem espelho, sem parâmetros, vamos seguindo procurando pessoas que ainda tenham a mesma frequência nossa para não nos sentirmos tão sozinhos no contato social pois assim vamos ter que correr para internet e acessar as redes para ter alguém para conversar.

Beijos

Luciana Corrêa by Vitrine Mulher

Postado por Luciana Corrêa      Nenhum comentário até o momento.

Comente essa postagem!

Todos os campos são obrigatórios
Postagens Anteriores


Factos - Promoção, Marketing e Eventos Ltda - C.N.P.J. : 02.924.796/0001-02
Rua Ernesto de Paula Santos, 1368 Salas 603/604, Boa Viagem , Recife-PE CEP: 51.021-330
Vitrine Mulher - © Copyright e Produção: Luciana Corrêa Ι Todos os direitos reservados

Ser Digital